Arquivo da categoria ‘Museu

O sonho de Collen Moore   Leave a comment

 

por AldaizAzevedo

O maior sonho de Colleen Moore, estrela do cinema mudo, sempre foi o mesmo das crianças e também de muitos adultos, como um hobby prazeroso. Fascinada por bonecas, ela possuía várias casas de bonecas, muitas elaboradas por ela quando criança. Charles Morrison, seu pai, sugeriu que ela prosseguisse na sua paixão por miniaturas e casas de bonecas, criando a "Casa de bonecas" dos seus sonhos. Sua posição, como uma das atrizes mais populares de Hollywood, deu-lhe os recursos necessários para construir uma casa em miniatura de proporções fantásticas,

fairy_castle_colleen_moore

Em 1935 resolve fazer algo mais amplo com toda beleza que já experimentara antes, criando o seu “Castelo de fadas”.Começando em 1928, Moore recorreu à ajuda de muitos profissionais talentosos para ajudá-la a realizar sua visão.Uma terapia que lhe ajudou a sair de uma depressão. Após a fase de montagem, seu trabalho acabou em uma turnê, que foi um sucesso enorme, conseguindo arrecadar na época (entre 1935 e 1939) mais de 650.000 dólares, que reverteu em doações para Instituições de caridade. A brochura da feira, em Chicago promove o "Castelo de Fadas" e em 1949, passou a ter sua sede permanente no Museu de Ciência e Indústria. O Castelo de fadas é exibido atrás de um vidro, sendo a luz, temperatura e umidade em seu ambiente cuidadosamente controladas para garantir que os artefatos sejam preservados para as gerações vindouras. Milhões de pessoas têm, desde de então, desfrutado da visita ao castelo, uma vez que, chegou pela primeira vez no Museu, e continua a ser um lembrete eterno da imaginação, criatividade e habilidade de culturas e artesãos de todo o mundo.

article-0-1B15D51D000005DC-865_964x642

Fonte – http://www.msichicago.org/whats-here/exhibits/fairycastle/


Anúncios

Publicado 01/08/2013 por AldaizAzevedo em Artes, Cultura, curiosidades em arte, Museu

Conheça o Museu Submerso –   5 comments

  ATT000079  

 

Um exército de figuras humanas vai deixar a praia em Cancún, no México, para ser submerso.
As esculturas de Jason DeCaires Taylor vão ajudar na recuperação das barreiras de corais . Serão feitas de cimento. DeCaires unirá a arte e meio ambiente.

Até o fim do ano começará a última fase do trabalho. DeCaires, o Parque Nacional Marítimo e a Associação Náutica de Cancún vão convidar outros artistas para contribuir para o museu submarino.

Sua obra, ‘ A Evolução Silenciosa ‘ , é inspirada em pessoas reais – na maioria mexicanos comuns – que foram transformadas em esculturas submarinas para dar abrigo à vida marinha .

homem personalizado

 
         
  ATT000082

O escultor conta que há enorme pressão sobre os corais na região de turismo intenso. Sua intervenção tenta representar a responsabilidade de todos sobre os danos ambientais, sob uma perspectiva ‘ otimista

A composição química e o acabamento em cimento das esculturas promove a colonização da vida marinha, que com o tempo vai cobrir as esculturas em cores diferentes .

 
  ATT0000610

As primeiras peças deste museu submarino, submersas em 2009, são o ‘ Homem em Chamas ‘ (baseado em um pescador local), o ‘ Colecionador de Sonhos Perdidos ‘ e a ‘ Jardineira da Esperança ‘ , na foto ao lado.

Com sua obra, DeCaires quer ressaltar que, apesar de nos cercarmos de edifícios, não podemos esquecer o quanto dependemos da natureza .

 
  ATT000106 homem personalizado

O principal grupo – que consiste em 400 figuras pesando mais de 120 toneladas – será submerso.Quando isso ocorrer, o artista vai perder o ‘ controle estético ‘ sobre sua obra, que ficará a cargo da natureza.

 

 
  ATT000095

 

Os modelos vivos usados por DeCaires vão desde uma freira de 85 anos até um menino de 3 anos. Para fazer os moldes, ele cobriu de gesso um contador, uma professora de ioga, um estudante, um acrobata e até um jornalista da BBC.

Publicado 04/09/2011 por AldaizAzevedo em Arte, Arte e Cultura, Escultura, Museu, Noticia